domingo, 11 de junho de 2017

DE ONDE VEM OS NOMES DOS ESTADOS BRASILEIROS ?

VAMOS POR REGIÕES:

SUL
Rio Grande do Sul: Surgiu de um erro geográfico (isso que dá não estudar Geografia)!. O nome vem de um vilarejo que demarcava a área da foz do rio Grande, mas que na verdade não era uma foz, mas a Lagoa dos Patos.
Santa Catarina: nome dado em homenagem à filha do bandeirante Francisco Dias Velho, que por sua vez homenageava Santa Catarina de Alexandria.
Paraná: do tupi, Paraná, significa "rio como mar". Faz referência às dimensões do atual rio Paraná.

SUDESTE

São Paulo: vem da data cristã que comemora a conversão do apóstolo Paulo ao Cristianismo, narrada no Novo Testamento. 
Rio de Janeiro: mais um erro geográfico... o rio era na verdade a Baía de Guanabara, confundida pelos portugueses. O "Janeiro" se refere ao mês que eles chegaram às terras fluminenses, em 1502.
Minas Gerais: vem da exploração mineral na região desde o período colonial.
Espírito Santo: Refere-se a descida do Espírito Santo sobre os apóstolos de Cristo, no domingo de Pentecostes

CENTRO-OESTE
  Goiás: nome de uma tribo indígena da região, os goyazes.
Mato Grosso e Mato Grosso do Sul: nome literal e se refere ao mato alto e extenso encontrado pelos bandeirantes. A divisão do Mato Grosso em dois ocorreu em 1977.

NORTE
  Rondônia: homenagem ao sertanista Marechal Cândido Rondon.
Acre: não se sabe ao certo a origem do nome, mas acha-se que pode vir da deformação da palavra Aquiri, modo pelo qual os exploradores da região grafaram Umákürü, Uakiry, vocábulo do dialeto indígena Ipurinã. Amazonas: O nome foi originalmente dado ao rio que banha o Estado pelo capitão espanhol Francisco de Orellana, quando desceu todo o seu curso em 1541 e afirmou ter encontrado uma tribo de índias guerreiras com a qual teria lutado, associando-as às Amazonas da mitologia grega. Pará: era chamado de Feliz Luzitânia pelos portugueses, mas predominou o termo indígena "pára" (rio), que corresponde ao rio Amazonas.
Roraima: vem dos termo indígenas roro (verde) e imã (monte) e refere-se ao monte de mesmo nome.
Amapá: árvore popular para o povo indígena arauaque. 
Tocantins: recebeu o nome do rio e da tribo que habitava o lugar. Na língua tupi-guarani, "tukana" significa tucano ou papagaio e "tin" bico. Assim, bico de tucano! 

NORDESTE
Maranhão: o nome surgiu do Rio Amazonas. Ele era chamado de "Marañon" pelos espanhóis, que queriam dizer que o rio não era um mar apesar do tamanho.
Piauí: o nome vem da língua tupi, na qual significa "rio das piabas". Piaba é uma espécie de peixe.
Ceará: o Estado herdou o nome da antiga capitania hereditária de Siará, cuja origem é incerta.
Rio Grande do Norte: originou do rio Potengi e ganhou o “Norte” em meados do século 18 – uma vez que já existia uma capitania de mesmo nome no sul do país.
Paraíba: o Estado ganhou o nome do Rio Paraíba, uma junção de pára (rio) aib (ruim), ou seja, o rio impróprio para navegação.
Pernambuco: o nome deriva do tupi-guarani paraná (rio grande) e pu'ka (que fura), em referência à fenda dos recifes que afundavam os navios portugueses. 
Alagoas: como na região existem muitas lagoas (Mundaú, Manguaba, Tororó, Nova Lunga e Jacobina), os portugueses nomearam a região de "As Lagoas".
Sergipe: vem do tupi seri + îy + pe, que significa rio dos siris em referência ao Rio Sergipe.
Bahia: em referência à Bahia de Todos os Santos. "Bahia" é grafia portuguesa antiga para "baía", a qual se conservou, no Brasil, por uma questão de tradição.

Um comentário:

  1. O Rio Grande do Norte foi colonizado muito antes de seu homônimo do sul... Como é que o sul teria sino nomeado primeiro? Isso não faz sentido...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...